14/12/2010

UTILIDADE PÚBLICA

(...)
Uma vez que o frot é um ato sexual sem penetração, o risco de contágio por doenças sexualmente transmissíveis que requerem o contacto direto entre as membranas mucosas e pré ou pós ejaculação é fortemente minimizado. Notavelmente, o HIV está entre as doenças que exigem tal contacto direto e, portanto, é muito pouco provável que com a prática de frot haja esse contágio.
(Mas...)
Por outro lado,o frot pode potencialmente proporcionar uma fonte oportuna de contaminação por alguns organismos patogênicos que só precisam de um contato da pele. Nesta categoria estão os vírus que causam verrugas genitais e de herpes genital, os quais podem, em alguns casos, conduzir a graves problemas de saúde. Outros microorganismos que possam viajar de parceiro para parceiro durante uma sessão frot incluem molluscum contagiosum, que, embora relativamente trivial a partir de uma perspectiva médica, pode causar um certo grau de desconforto e constrangimento. Ao mesmo tempo, deve-se entender que todas essas doenças "casualmente transmissíveis" são tão prováveis, que caso não sejam assim transmitidas, podem o ser no intercurso anal.
(...)

Obtida de "http://pt.wikipedia.org/wiki/Frot (EM PORTUGUÊS)

Nenhum comentário: