quarta-feira, 13 de novembro de 2013

G0YS - ENTENDA MAIS UM POUCO

Saiba mais sobre a filosofia g0y direto do blog Somos G0ys.



O conceito de g0y (escrito com um zero no lugar do “a”  da palavra gay) é um termo que  nasceu propriamente nos Estados Unidos em contraposição aos valores e ao comportamento efeminado gay. A palavra g0y ou g-y também é associada a geração Y, a geração da internet, mais desencanada e liberal. Mas de forma crucial a palavra g0y escrita com o zero, marca ao mesmo tempo a negação e o ponto comum que a define: pois com esta escrita o termo g0y identifica sempre, homens que não praticam sexo anal com outros homensOs homens g0ys geralmente não são afeminados, prezam pela masculinidade e negam esse ponto específico do mundo sexual gay: por isso do zero

Esse é o ponto central. Trata-se de um movimento Hetero liberal mas que foi se espalhando, e mesmo sendo hetero em sua essência e em sua maioria, teve a adesão de “homos”, SIM, especialmente os manos menos afeminados, os mais "ativos, os mais  machos” ou que por algum motivo, também, não se identificam com a cultura e os valores gays e se sentem mais masculinos.  O movimento em prol da liberdade e de preservação da masculinidade foi crescendo, crescendo... e se espalhando pelo mundo.

 Hoje o conceito g-zero-y é visto até como uma quarta identidade sexual, seria para muitos umaopção além do Hetero, do bisex e do homo. Convém lembrar que o termo serve apenas para homens, não há mulher g0y. E no sentido do exclusivamente masculino e do não homopenetrativo, tem-se desta forma que, se um macho g0y transa com mulher ele é  heterossexual ou se quisermos ser mais precisos é um Heterog0y (Str8-g0y), um homem hetero liberal ou moderno em contraposição ao hetero tradicional (HT). 
 Se ele não faz anal e os "amassos" são apenas com homens ele é um g0y puro, e nesse caso, é comum também o uso de outros termos como assexuados, gouines - usado notadamente na França; casi-gays (quase gays), e outros..., é um pouco mais difícil nominá-los, isso em referência ao fato que 'tecnicamente” não fazem sexo nem com homens, nem com mulheres  (sendo o sexo entendido como  penetração). Só convém pontuar, enfim, que mesmo nestas duas vertentes  g0ys, todos são brothers, OK. Não há homofobia, neuras, preconceito ou separação. É somente questão de conceito e principalmente uma ética própria de machos, uma ética masculina.

Por fim. A perspectiva g-zero-y, é também uma visão onde não importa os desejos, mas sim o comportamento,  conta o que se faz, onde o ato sexual é a penetração e o resto não é sexo, são ‘brincadeiras, sarro, preliminares’ ou qq outro nome que se queira dar.  O que importa é que a não prática do sexo anal no lado da homo-orientação transforma-se em um grito de resgate do masculino e no lado hetero é simplesmente um grande grito de liberdade. Como os próprios g0ys dizem, zero é um Hetero fora da prisão!!


Agradecemos ao blog Somos G0ys pela postagem a respeito do nosso blog AQUI.



Um comentário:

Anônimo disse...

olá Frottman, gostei da definição que vc colocou e também vejo que existe uma quarta opção.Alias achei seu blog em pesquisas pela internet, parabéns pelo trabalho, lhe mandei um email pois tenho um blog ao contrário do seu entre em contato para trocarmos idéias.