terça-feira, 17 de março de 2015

NO PASSADO

Do Superpride, curiosidade sobre sexo entre homens na antiguidade:















Atualmente a homossexualidade é classificada pela sociedade como atração sexual pelo mesmo sexo. Os antigos gregos e romanos não compartilhavam dessa idéia. Na verdade, a ideia que nós temos de homossexualidade é tão diferente da deles que não há uma palavra romana ou grega para homossexual. Alguns dizem que “arsenokoites” em grego quer dizer “gay”, mas a maioria dos acadêmicos concordam que a palavra está na bíblia e provavelmente não era usada para conotar a homossexualidade na esfera contemporânea. Naquela época o sexo gay não escandalizava como hoje, já que isso não afetava suas visões culturais sobre masculinidade.
Por conta desse conceito, um homem masculino tinha que sempre estar em uma posição de dominância, quando o assunto é sexo. Não tinha problemas ter relações gays, desde que não houvesse penetração envolvida, ou que você estivesse penetrando. Entretanto essa tolerância com o sexo homossexual não se estendia ao parceiro passivo. Ser o cara de baixo era algo abominável aos olhos dos anciões, pois isso significava que ele se dobrou e estava fazendo o papel de mulher. Antigamente chamar de gay não ofendia. O que ofendia era quando chamavam alguém de “de baixo” (cinaedus oy exoletus), esse sim era um dos piores xingamentos que existia na época.

Nenhum comentário: