sexta-feira, 10 de julho de 2015

G0YS NA TV

Discussão sobre o movimento g0y, que aconteceu no Superpop, programa da RedeTV.
Confira os principais vídeos:

Eles curtem homens, mas não se consideram gays


G0ys beijam na boca e vão além


Conceito de g0ys confunde


Líder do movimento g0y lista diferenças entre gays e g0ys


O que é um Bromance?


Os demais vídeos do programa estão na PÁGINA DO SUPERPOP.

Já falamos muito mais sobre o movimento g0y AQUI.

Saiba mais em muitas postagens interessantes no blog BRASILGZEROY.

Veja também a página http://heterogoy.webnode.com com muitos canais para discussão.

OPINIÃO DO BLOGUEIRO
Nós não nos consideramos parte do movimento g0y, mas temos leitores do blog com todo tipo de opinião e ponto de vista. Concordamos com algumas posições do movimento, discordamos de outras e a discussão é 100% válida.
Tentamos evidenciar aqui as preferências na prática sexual, com ênfase na prática do frottage, sendo irrelevante como cada um se classifica.
Mas defendemos e concordamos que todas as opiniões são saudáveis.
E você? O que pensa sobre o assunto?

4 comentários:

Rafael disse...

Falando sinceramente, se eu encontrasse esse tal de Pedro pela Rua, nunca diria que ele fosse gay.
E não tou falando, ah é tipo um gay discreto que esconde o jogo, o cara parece hétero MESMO, convence, fala como homem que pega mulher e o caralho (no sentido literal heheheheehehehe, desculpa a falha... hihihi).

Mas sei não, acho que essa briga é frabicada pelos LGBTs e só da mais ibope para os g0ys, pois as antigas vítimas, viram perseguidoras da diversidade. Ora, qual o problema se uma mulher beija outra, vira lésbica? NÃO. Agora pq com os homens vira esse pandemônio todo??? Direitos iguais, frotter pode sim ser coisa de hétero, de hétero g0y e dái. O importante é ser feliz e não precisa dá o c* para isso, a brodagem é muito mais gostoso.

Anônimo disse...

amigo rafael, cara não precisa dar o cu pra ser gay, basta sentir atração sexual por outro cara. Independente se o cara é bem masculino ou mais afeminado. Isso não tem nada a ver.
No máximo ewsses caras goys poderiam se chamar bissexuais que não curtem anal com caras. Anal é só prática sexual não orientação sexual.
Esse lance de goys é uma parada ridícula haha...
Caras que se sentem mais atraídos por caras bem masculinos e não curtem sexo anal ou seja... ou gays ou bi's
não tem diversidade nenhuma aí. G0ys inventaram esse rótulo pra fugir da pecha de gays e etc... são machistas e homofóbicos por incrivel que pareça... enfim deixa que se iludam

Anônimo disse...

O problema é que está se criando uma cartilha... de como se comportar. Daí vem o preconceito e as ofensas. Na verdade o sentimento pessoal é que deve comandar. Cada um agirá no seu tempo e de acordo com o grau de seu sentimento. E terá controle sobre isso. Eu prefiro o sigilo e a discrição, sem levantar bandeiras.

JoãoPaulo disse...

A galera confunde muito gay com homossexualidade. GAY é comportamento, e não adianta o Brasil dizer que não, pois todo o planeta, considera a palavra gay, vinculado ao sexo anal (e daí não importa se é ativo ou passivo, mas no popular o gayzão seria o passivo... mas daí é uma outra distorção latino-brasileira, pois gays são os dois!!).

Então GAY é comportamento (pratica do sexo anal) homo afetividade é sentimento que pode incluir o sexo ou não. Por isso essa longa discussão entre g0ys e gays será grande. Mas juro que a tendência é vitória dos g0ys, pois eles tem argumentos científicos convicentes, ao contrário dos gays, que apenas brigam por ter menos gente, lutando por pseudo direitos. Eu sou gay, até ontem pelo menos, amanhã já não sei, sou gay e acho que a pior coisa do mundo gay, foi transformar sexualidade em política, eleger jean Wilyys ECA!! e querer transformar todo homo afetivo (ou seja homem que gosta de homem) em mais um número e uma mera estatística para a bandeira do arco-íris.

Enfim, sr. anônimo é isso, homem que gosta de homem agora tem duas opções SER gay ou SER g0y, e viva o novo mundo.